fbpx

o que é e por que você deveria se importar


Há certos temas na internet que exigem uma atenção especial, tanto por parte dos usuários quanto dos mecanismos de busca.

Para se referir a esses assuntos mais sensíveis, o Google criou o termo YMYL.

No entanto, o que muitos não sabiam é que as diretrizes conhecidas como EEAT têm uma relação direta com a relevância das páginas YMYL para o algoritmo do Google.

Desde 2014, quando o Google introduziu o então chamado “EAT” em suas diretrizes de avaliação, os temas mais sensíveis passaram a receber uma atenção especial por parte do mecanismo de busca.

Se você tem interesse em saber mais sobre o impacto do Google EEAT nas páginas YMYL, continue a leitura e confira nosso guia completo sobre esse assunto!

O que é YMYL e por que é tão importante?

YMYL (Your Money or Your Life – “Seu Dinheiro ou Sua Vida”) é uma sigla que se refere a páginas ranqueadas no Google que tratam de assuntos críticos, como saúde, segurança, finanças e questões sociais, que podem afetar diretamente a vida das pessoas.

O conceito foi criado pelo Google para destacar a importância dessas páginas e garantir que ofereçam informações precisas e confiáveis.

Confira a definição de YMYL do próprio Google que pode ser encontrada no seu manual “Search Quality Rater Guidelines” (Diretrizes do avaliador de qualidade de pesquisa):

“Alguns tópicos apresentam um alto risco de danos porque o conteúdo sobre esses tópicos pode impactar significativamente a saúde, a estabilidade financeira ou a segurança das pessoas, ou o bem-estar ou o bem-estar da sociedade. Chamamos esses tópicos de ‘Seu dinheiro ou sua vida’ ou YMYL.”

Existem, para o Google, quatro principais categorias de danos que são avaliadas para determinar se um tópico é YMYL:

  • Saúde ou Segurança YMYL: informações sobre saúde física e mental, bem como segurança pessoal e online. Por exemplo, informações sobre tratamentos médicos, doenças graves, procedimentos cirúrgicos e dicas de segurança online se enquadram nesta categoria;
  • Segurança Financeira YMYL: informações relacionadas a finanças pessoais, investimentos, empréstimos, seguros e outras áreas que podem afetar a estabilidade financeira de uma pessoa ou família;
  • Sociedade YMYL: tópicos que têm um impacto na sociedade como um todo, como questões políticas, notícias importantes, direitos humanos, meio ambiente e outros assuntos que afetam grupos de pessoas ou a sociedade como um todo;
  • Outros YMYL: tópicos que não se encaixam claramente nas três categorias anteriores, mas ainda têm o potencial de causar danos significativos às pessoas ou à sociedade.

Mas por que é importante saber o que o Google pensa sobre YMYL? Porque, segundo o próprio mecanismo de busca, as páginas sobre tópicos YMYL claros exigem “maior escrutínio para classificação de qualidade da página”.

Isso significa que os padrões de avaliação do Google tendem a impactar de forma mais rigorosa o alcance de qualquer página que trata de tópicos sensíveis, incluindo artigos de blog sobre assuntos médicos, descrições de produtos e páginas de e-commerce.

Menos visibilidade nos resultados de pesquisa significa menos visitantes nos sites, o que pode reduzir o número de conversões e vendas.

O que é Google EEAT e como ele se relaciona com YMYL?

Google EEAT é um conjunto de diretrizes levadas em consideração pelos avaliadores do Google para determinar a qualidade das páginas classificadas nos resultados de pesquisa. O EEAT ajuda, inclusive, a determinar a relevância das páginas YMYL.

As diretrizes da sigla EEAT são as seguintes: Experience (Experiência), Expertise (Especialidade), Authoritativeness (Autoridade) e Trust (Confiabilidade). Até a atualização do Google de dezembro de 2022, era apenas EAT, sem “Experiência”.

Assim como o conceito de YMYL, o EEAT faz parte das Diretrizes do avaliador de qualidade de pesquisa do Google.

No entanto, o EEAT não é considerado um fator direto de classificação dos resultados de pesquisa. Essas diretrizes, na verdade, funcionam mais como uma espécie de princípios que o Google usa para privilegiar páginas com um EEAT forte na sua SERP.

Entenda um pouco mais sobre o que é avaliado em cada diretriz EEAT:

  • Experiência: considera o conhecimento e a experiência dos autores ou criadores do conteúdo sobre o assunto. Quanto mais experientes e qualificados forem, mais confiáveis serão as informações fornecidas;
  • Especialidade: indica o foco e a profundidade do conhecimento sobre um determinado assunto. Páginas que se concentram em áreas específicas e têm especialistas nessas áreas são consideradas mais confiáveis;
  • Autoridade: avalia a reputação e a credibilidade do site ou da marca que publica o conteúdo. Sites reconhecidos como fontes confiáveis de informações sobre um tema têm maior autoridade;
  • Confiabilidade: mostra a segurança e transparência do site, incluindo a clareza sobre a fonte das informações, a política de privacidade e a presença de sinais de segurança, como certificados SSL.

Considerar essas diretrizes EEAT na estratégia de SEO pode ajudar sites ou blogs que tratam de tópicos EEAT a serem reconhecidos como fontes confiáveis pelo Google.

Veja o exemplo do blog Healthline, que publica conteúdos em inglês sobre tratamentos médicos, procedimentos, dicas de saúde e diversos outros tópicos YMYL.

Por tratar de temas delicados, todos os artigos publicados pelo Healthline trazem um cabeçalho completo sobre os autores/revisores médicos e a data de atualização.

Confira no exemplo abaixo:

“Revisado clinicamente por Avi Varma, MD, MPH, AAHIVS, FAAFP — Por Marjorie Hecht — Atualizado em 7 de maio de 2024”.

A curadoria de profissionais de saúde qualificados aumenta a probabilidade de que os textos do Healthline tenham um EEAT forte, principalmente em termos de experiência, especialidade e autoridade.

Um elemento interessante que melhora a confiabilidade do site são as fontes usadas na produção dos artigos médicos, que podem ser verificadas pelos leitores aproximando o cursor do mouse do texto âncora, como no seguinte exemplo:

Essas e outras práticas protegem os usuários de informações prejudiciais ou enganosas.

São estratégias aplicáveis em sites e blogs da área médica e dos mais variados nichos. É muito comum que advogados, jornais, revistas e escritórios de advocacia, por exemplo, adotem estratégias semelhantes para atender às diretrizes do EEAT.

Você também pode se interessar:

Quais as melhores práticas para otimizar páginas YMYL com EEAT?

Segundo o relatório State of Marketing 2024 da HubSpot, em parceria com Litmus, Rock Content e Search Engine Journal, o aspecto mais desafiador do trabalho de um profissional de SEO é a estratégia e produção de conteúdo.

Mas, quando se trata de preparar sites e blogs com páginas YMYL para as diretrizes do Google EEAT, a verdade é que não há muito com o que se preocupar.

As mudanças são pequenas e não exigem uma grande revisão da estratégia de SEO. Veja, logo abaixo, como melhorar a credibilidade e a confiabilidade de suas páginas YMYL.

Experiência

O Google tem refinado o que significa “conteúdo de qualidade” e priorizado o “E” de “experiência” no EEAT.

Melhorar um site de acordo com esse critério significa dar credibilidade ao autor.

É mostrar que a pessoa ou a empresa por trás do site impactou o contexto de outras empresas ou pessoas através do seu trabalho.

Uma forma interessante de fazer isso é contar casos reais com números e dados sobre como o autor ou a empresa ajudou clientes reais.

Veja o caso da Rock Content que contou um case de sucesso sobre sua parceria com o iFood. Nesse projeto, o blog do iFood cresceu de 0 a quase 1 milhão de visitas mensais em menos de 10 meses.

Contar histórias como essa informa ao leitor (e ao Google) que a empresa por trás da página web tem experiência e autoridade na área.

Outra possibilidade: a Rock Content publicou um guia prático da sua ferramenta AI Content Idea Generator, explicada a partir da experiência de uma pessoa gerente de projetos que usou a ferramenta pela primeira vez — com guia passo a passo e várias capturas de tela para guiar o leitor. 

Esse tipo de conteúdo também pode ajudar no requisito Experiência do Google EEAT, porque fornece uma visão realista e tangível sobre como a ferramenta da empresa pode ser usada na prática.

Gostamos de ver como os serviços são experimentados e os benefícios que podem trazer, e o Google prioriza páginas que fazem esse esforço de educar e informar os usuários.

Assim, pensamos menos em conteúdo do tipo ‘o que é’ e ‘benefícios’, para conteúdos mais personalizados, focados na experiência e expertise de quem escreve, com experiência, observações e relatos em primeira mão — algo, inclusive, que a Inteligência Artificial vai ter muita dificuldade de reproduzir.

Especialização

É importante mostrar ao público quem são os autores por trás do conteúdo.

Inclua uma pequena biografia ou perfil dos autores para destacar as experiências, formações acadêmicas e conquistas relevantes dos autores.

Mas claro: se você quiser ter perfis qualificados exibidos no blog, primeiro será preciso ter especialistas na área produzindo conteúdo.

Os artigos produzidos na Rock Content são bons exemplos. Editores, redatores, designers e outros profissionais assumem a produção de conteúdos sobre temas dos seus domínios.

Por exemplo, no conteúdo “Como utilizar e-books interativos na sua estratégia de conteúdo”, a designer Nayara Medeiros assumiu a tarefa de escrever sobre a ferramenta de design e conteúdo interativo da Rock Content chamada Ion. Nayara é designer na Rock Content e uma das responsáveis por criar os materiais interativos publicados. 

A autoria especializada demonstra ao Google que a Rock Content é uma fonte confiável de informações sobre design e materiais interativos, o que pode gerar uma melhor classificação nos resultados de pesquisa para as palavras-chave trabalhadas no conteúdo.

Autoridade

O reconhecimento por outras autoridades da área reforça a credibilidade do site como fonte de informação confiável.

Uma estratégia comum de conquistar esse reconhecimento é com a obtenção de backlinks de sites confiáveis e respeitados em seu setor.

A parceria entre a Rock Content e players importantes como a HubSpot e a Leadster é um bom exemplo.

A Rock Content colabora com a HubSpot em várias iniciativas, desde a produção de relatórios aprofundados, como o já mencionado State of Marketing, até produções conjuntas de conteúdo para blog e redes sociais. 

Isso também ocorre com o Leadster: anualmente, participamos na criação do relatório “Panorama de Geração de Leads no Brasil” — o maior estudo sobre geração de leads no mercado brasileiro.

Esse tipo de colaboração reforça a autoridade de ambas as empresas, além de criar oportunidades de backlinks e enriquecer o ecossistema de informações para o público.

Confiabilidade

Um site confiável para o Google oferece informações precisas, atualizadas e verificáveis.

Dentre as estratégias-chave para aumentar a confiabilidade, uma das principais é garantir a transparência sobre as fontes de dados.

No blog da Rock Content, por exemplo, são frequentemente publicados estudos internos sobre marketing digital, e os artigos utilizam fontes externas, como pesquisas de outras empresas, fontes oficiais governamentais e estudos acadêmicos, sempre devidamente mencionadas e linkadas. 

Outra estratégia é oferecer atualizações frequentes dos conteúdos publicados no blog para manter a precisão das informações mais sensíveis.

Esse é um compromisso contínuo com a qualidade e a confiabilidade do conteúdo apresentado.

FAQs sobre YMYL e EEAT

Confira a lista abaixo para encontrar respostas claras e simples para suas perguntas mais frequentes sobre esses importantes conceitos do Google.

O que é YMYL?

YMYL significa “Your Money or Your Life” (Seu Dinheiro ou Sua Vida, em tradução livre). Refere-se a páginas da web que oferecem informações que podem impactar diretamente a saúde, segurança ou bem-estar financeiro dos usuários.

O que é EEAT e como impacta SEO?

EEAT é um conjunto de diretrizes do Google que avalia a Experiência, Especialização, Autoridade e Confiabilidade das páginas. Por influenciar a classificação nos resultados de pesquisa, EEAT é um conceito importante em uma estratégia de SEO.

Quais tipos de páginas são consideradas YMYL?

Segundo o Google, páginas que tratam de assuntos relacionados à saúde, finanças, segurança pessoal e bem-estar geral são consideradas YMYL. Geralmente, são páginas de saúde, financeiras, jurídicas e notícias.

Como melhorar EEAT para páginas YMYL?

Para um EEAT forte em páginas YMYL, é necessário realçar a experiência e a especialização dos autores, garantir a precisão e a confiabilidade das informações apresentadas e fornecer transparência sobre a fonte do conteúdo.

Conclusão

As atualizações frequentes do Google são parte integrante do processo constante de evolução do mecanismo de busca. No entanto, mesmo com todas as mudanças, as diretrizes do EEAT continuam sendo fundamentais para o SEO.

Como você viu aqui, a relevância das páginas YMYL para o Google depende diretamente da aplicação das diretrizes de Experiência, Expertise, Autoridade e Confiabilidade.

Então, é recomendável que as estratégias de SEO levem em consideração o EEAT na produção de conteúdo e na estruturação das páginas onde eles são publicados.

Quer encontrar redatores, editores, estrategistas SEO e outros talentos? Experimente o teste grátis do WriterAccess e encontre freelancers especializados para o seu projeto! 



Source link

Não há Tags

22 visualizações, 1 hoje

  

22 visualizações, 1 hoje